Notícias


9 de abril de 2018 às 22h47 atualizada em10 de abril de 2018 às 13h50

Mestre da Federação Internacional de Xadrez vem a Barbacena abrir temporada 2018

Fred Gazel vai enfrentar 20 enxadristas ao mesmo tempo

Da Redação
Mestre da Federação Internacional de Xadrez vem a Barbacena abrir temporada 2018

A Temporada 2018 da Liga Barbacenense de Xadrez (LBX) começa em grande estilo. O Mestre da Federação Internacional de Xadrez (Mestre FIDE) Frederico Gazel (31) vem a Barbacena para disputar o torneio deste domingo (15 de abril) e também para disputar uma simultânea, com 20 jogadores da LBX ao mesmo tempo. As inscrições para o primeiro torneio da temporada já estão abertas há cerca de dez dias, com mais de 50 enxadristas inscritos. “São atletas de várias cidades como Belo Horizonte, Ouro Preto e Juiz de Fora. Nossa expectativa é de que tenhamos muitas inscrições nesta última semana”, afirmou um dos coordenadores da LBX, Wagner Afonso da Silva. Wagner é instrutor de Xadrez no SESI, em Barbacena, e o melhor jogador barbacenense ranqueado na Federação Internacional de Xadrez, terminando em 13º lugar no Campeonato Mineiro Absoluto em 2017.

O jornalista Frederico Gazel, além de mestre FIDE, venceu ainda o Campeonato Mineiro Absoluto e o Campeonato Brasileiro Escolar. Também inscrita na etapa de Barbacena Isabella Conti, da cidade de Juiz de Fora, que venceu recentemente o Campeonato Brasileiro Sub 16, feminino. Detentores de títulos importantes no Xadrez, jogam a etapa da LBX o Campeão Mineiro Escolar 2017, para alunos do 6º ano, Mateus Mendes Domingos Ribeiro, de Juiz de Fora, e o Campeão Mineiro Escolar 2017, para alunos do 7º ano, João Pedro Miranda Salim. O Barbacenense João Pedro também é o vice-campeão da Região Sudeste para estudantes do ensino fundamental e 32º lugar entre os adultos, na categoria absoluto do Campeonato Mineiro de 2017.

FORMA DE DISPUTA - O primeiro torneio do ano em Barbacena na categoria rápida será na sede social do Olympic Clube, na Rua Teobaldo Tollendal, centro. A Simultânea está marcada para as 9h do domingo (15) e o torneio será às 14h. Divididas em cinco rodadas, as partidas terão duração de 15 minutos com acréscimo de 10 segundos a cada lance efetuado pelo jogador. Seguindo o sistema suíço, todos podem jogar contra todos, de acordo com a pontuação obtida durante o torneio. No entanto, a premiação em medalhas será dividida em categorias. Receberão medalhas os cinco primeiros na principal categoria, a absoluta. Premiação também para as três melhores colocadas no feminino, os três melhores do ensino médio e os três melhores do ensino fundamental.

INSCRIÇÕES – Todas as informações, regulamento e outros detalhes estão na página da LBX – www.xadrezbarbacena.com.br. A taxa de inscrição é de R$ 20 para os adultos. Estudantes dos ensinos médio e fundamental pagam R$ 10. “Os valores são diferenciados porque um dos nossos principais objetivos é criar a cultura de que o jovem pode participar destes torneios. A LBX desenvolve trabalhos no sentido de levar o xadrez para o estudante das escolas de Barbacena”, assinala Ialex Campos, instrutor de Xadrez dos alunos da EPCAr e um dos coordenadores da Liga de Barbacena.

Para jogar a simultânea com Gazel a taxa é de R$ 20.

A temporada 2018 da LBX tem o apoio da Farma Vitae, Passo Certo Calçados e do médico José Mário de Oliveira, autor do livro “Emagrecimento Natural”.

A HISTÓRIA DE FRED GAZEL - Frederico Gazel Colen Pereira, 31 anos, Natural de Belo Horizonte. Aprendeu a jogar xadrez com seu tio, irmão de seu pai, Sebastiãocilas Pereira aos 9 anos de idade, numa festa de aniversário. Mostrou o xadrez com uma historinha de “exercito”. Todas as crianças ouviram a explicação, mas não se mostraram muito interessadas, apenas Frederico.

Jogava no colégio Municipal Marconi, onde cursou ensino fundamental e ensino médio. Nos intervalos e na Ed. Física, media forças com seus amigos, mas apenas o básico. Voltando de casa, avistou uma escola de xadrez, quando entrou  e conheceu um espaço que oferecia internet, livros e obras em português que ensinavam truques e dicas sobre o jogo. Começou a frequentar ainda com 14 anos.

Desde então, disputava competições de categoria de base e também entre os adultos. Viaja para as competições intermunicipais como São Sebastião do Paraíso, Itaúna, e cidades históricas como Ouro Preto, Diamantina e outras. Seu primeiro grande título, foi em 2003, quando se tornou Campeão do Circuito Mineiro de Xadrez, que envolvia várias cidades sediando diversos eventos e diferentes idades. No ano seguinte tornou-se campeão Brasileiro de xadrez escolar, dos 88 participantes de sua categoria, conquistou o primeiro lugar. Nessa época, treinava cerca de 8 horas por dia, quando aperfeiçoava seu jogo em estratégias e táticas do esporte. Suas principais dificuldades nessa época, eram as viagens e o custeio de alimentação e hotel. Seus pais sempre lhe ajudaram na medida do possível. Conheceu municípios de grande parte das Minas Gerais e também estados como SC, PR, RJ, ES e SP.

Tamanho destaque nas competições de base lhe renderam convites para participar dos Jogos Abertos do Interior de SP para representar cidades do estado em competições de equipes júnior.

Ao completar a maior idade, sua mãe, visto que o xadrez se tornara uma paixão, lhe incumbiu de fazer uma faculdade com a premissa de que: caso o xadrez não dê resultados consideráveis, o curso superior seria de grande valia um dia.

Com o passar dos anos, os desafios se tornaram outros: conciliar a faculdade com o esporte, treinamentos e competições. Segundo o esportista, vida acadêmica e vida de esportista quase sempre entrava uma ou outra. O tempo estudado para as disciplinas da faculdade, reunião de grupos leitura de obras poderia ser aplicado a vida esportista e com isso, obter novas técnicas e até mesmo disputa de torneios. Aos 19 anos, começou a lecionar xadrez no Colégio Santo Antônio, uma entidade centenária que apostou no xadrez como atividade extra-curricular. Enquanto trabalhava na escola e ainda assim estudava na faculdade, tentava encontrar um espaço no dia para estudar xadrez. As viagens ficaram mais selecionadas, pois não havia tanto tempo para as competições. Desta forma, priorizava as competições de cunho estadual e se dedicava para conquistar o título supremo do estado. Depois de dois anos liderando o Campeonato Mineiro de Xadrez na categoria absoluto, conquistou em janeiro de 2010 o título de Campeão Estadual aos 22 anos.

A cada campeonato conquistado, a meta se tornava outra: ser Mestre da Federação Internacional de Xadrez. Este título é outorgado apenas a atletas que tem um alto rendimento do esporte, e que alcançam 2.300 pontos – chamado de rating -, no ranking internacional.

Em 2011 classificou-se para a Equipe Mineira de Xadrez, competição que selecionou os melhores atletas do Estado para treinamentos, aperfeiçoamentos e viagens. No ano seguinte, viajou com a delegação mineira composta por 6 atletas para o continente Europeu, precisamente, na República Tcheca. Por lá, os mineiros tiveram participação razoável, não fosse o título conquistado na categoria blitz por Frederico Gazel. Uma experiência incrível de conhecer outro país, outra cultura e ter oportunidade de medir forças com os Europeus a hegemonia do xadrez.

A cada torneio disputado, os pontos chegavam de 2282 a 2250, uma vez que os pontos no ranking não são cumulativos. Caso vá mal em uma competição, pode perder ou ganhar conforme as vitórias e derrotas relacionadas aos pontos de seus concorrentes.

Em 2014, Frederico disputou dois torneios que lhe deixaram bem próximo da meta, alcançando 2294 pontos. Neste ano, foi ao Rio de Janeiro, e jogou entre os dias 29, 30 e 31 de Março, onde dividiu o primeiro lugar ao somar 5 vitórias e um empate no campeonato Regional Sudeste. Com esta competição, o jovem conquistou 14 pontos, chegando a marca de expressivos 2308 pontos. Com este feito, tornou-se Mestre da Federação Internacional de Xadrez. Em Belo Horizonte, existem apenas 3 destes Mestre, sendo o 7º de Minas a conquistar esta graduação. Hoje, dos 2261 atletas brasileiros em atividade inscritos na confederação internacional, Frederico ocupa a 35ª posição.

Desde então sua meta agora consiste em se tornar Mestre Internacional da Federação. Para tal, precisa obter 2.400 pontos, e conquistar 3 excelentes resultados com 70% ou 60% em torneios válidos para Mestres.

Redação do Barbacena Online
contato@barbacenaonline.com.br | (32) 98835-4900